Psicologia da Justiça //

 

A Psicologia da Justiça intervém em situações de conflito/dificuldade psicossocial decorrentes ou relacionadas com  processos judiciais a partir da realização de perícias - avaliação psicológica forense e da intervenção psicológica.

 

Cabe ao psicólogo da justiça avaliar e/ou intervir em situações relacionadas com:

  • Processos de regulação das responsabilidades parentais;

  • Casos de abuso físico, psicológico ou sexual;

  • Violência doméstica;

  • Situações de conduta desviante/delinquencial (exemplos: consumo de substâncias psicoativas, comportamento anti social).

 

Profissionais:

         Dra. Célia Barbosa      
                                     Doutora Nazaré Loureiro
                                            

© 2019 por Personalizar